HPV, como se prevenir?

O que você precisa saber sobre este vírus bastante comum entre homens e mulheres.

O papiloma vírus humano, conhecido como HPV, é responsável pela doença sexualmente transmissível (DST) mais freqüente do planeta. Pertence a uma família de vírus que pode afetar a pele dos órgãos genitais. Uma de suas principais manifestações é a presença de verrugas nos genitais e outras áreas do corpo.  Estas verrugas, na grande maiorias dos casos, são causadas por tipos de vírus com baixo risco cancerígeno.

O HPV é muito comum em indivíduos sexualmente ativos. Estima-se que 90% da população já entrou em contato com a doença. Não são todas que manifestarão a vírus, apenas aquelas suscetíveis a ele.

Sintomas do HPV

 A maior parte das infecções é benigna e assintomática. Pode também se manifestar como verrugas e lesões (tipo “couve flor”) nos genitais do homem e da mulher, no ânus e na boca, sendo portanto fundamental uma análise clínica geral.

Prevenção  e Vacina contra o HPV

Apesar da principal forma de contágio ser sexual, a infecção também pode ocorrer no parto ou por compartilhamento de objetos pessoais, como toalhas e roupas íntimas.

A vacina de HPV tem como objetivo evitar a infecção viral. A oferecida pelo SUS é chamada quadrivalente, já que protege contra os 4 subtipos mais comuns do vírus no Brasil. É disponibilizada gratuitamente para meninos e meninas dos 9 aos 14 anos. Já em clínicas particulares, esta pode ser aplicada em ambos os sexos, a partir dos 9 anos.  A vacina é administrada em três doses, sendo a segunda com intervalo de dois meses após a primeira dose e a terceira com intervalo de seis meses após a primeira dose.

Na dúvida ou em caso de sintomas, consulte o seu Urologista ou Ginecologista.

Aqui no CBU temos ambas as especialidades disponíveis para lhe atender. Para agendar uma consulta com um dos profissionais ligue para 3046-3690 ou clique aqui e faça o agendamento online.