Diagnóstico do câncer de próstata

O diagnóstico do câncer de próstata só é confirmado após análise histopatológica de amostra de tecido prostático. O simples aumento do PSA ou a alteração no toque retal não confirmam o diagnóstico, mas são ferramentas importantes para indicar a biópsia. Na prática clínica observamos muitas situações benignas que podem causar o aumento do PSA como a Hiperplasia Prostática Benigna ( HPB ) , prostatite e até mesmo ciclismo ou relação sexual podem aumentar o valor do PSA sem a presença do câncer da prostata.

O objetivo do rastreamento com PSA e toque retal é indicar a biópsia da prostática apenas aos pacientes que realmente tenham risco de serem portadores da neoplasia, evitando assim a indicação desnecessária de biopsias, reduzindo custos e complicações deste procedimento.

Biópsia

Se há suspeita de câncer, realiza-se uma biópsia da próstata. Durante a biópsia o urologista obtém amostras do tecido da próstata através do reto.

As biópsias de próstata são feitas rotineiramente e raramente necessitam de hospitalização.

As amostras de tecido da próstata são então examinadas sob microscópio para determinar se há presença de células cancerosas e para avaliar as características microscópicas (ou escore de Gleason) de algum câncer encontrado.

O que é escore de Gleason?

Escore de Gleason é uma pontuação dada a um câncer de próstata baseada em sua aparência microscópica. Escores maiores estão associados a piores prognósticos, já que são dados a cânceres mais agressivos.

O escore de Gleason é composto pela soma de dois números que variam de 1 a 5, variando de 2 (1+1) até 10 (5+5). Quanto mais alto o Gleason , mais agressivo é o tumor.

  • Grau 1 – A próstata cancerosa se parece muito com o tecido normal. As glândulas são pequenas, bem-formadas e muito próximas.
  • Grau 2 – O tecido ainda possui glândulas bem formadas, mas elas são maiores e possuem mais tecido entre cada uma.
  • Grau 3 – O tecido ainda possui glândulas reconhecíveis, mas as células são mais escuras. Em uma magnificação maior, algumas destas células deixaram as glândulas e estão começando a invadir o tecido circundante.
  • Grau 4 – O tecido possui poucas glândulas reconhecíveis. Muitas células estão invadindo o tecido circundante.
  • Grau 5 – O tecido não possui glândulas reconhecíveis.

O escore de Gleason é usado para ajudar a avaliar o prognóstico de homens com câncer de próstata. Junto com outros parâmetros, o escore de Gleason é incorporado a uma estratégia de estadiamento do câncer de próstata que proporciona um prognóstico e ajuda a guiar a terapia.

MEDICINA DIAGNÓSTICA

Uso da medicina nuclear no câncer de próstata

Um grande diferencial de sermos um grupo multiprofissional focado em apenas um diagnóstico é a possibilidade do uso de um arsenal maior para o diagnóstico especifico do câncer de próstata. Nós temos o privilégio de contar com os melhores profissionais e os equipamentos mais modernos empregando esta tecnologia de ponta para termos o diagnóstico mais preciso, avaliando o melhor tratamento para cada paciente individualmente.

CINTILOGRAFIA ÓSSEA:

A cintilografia óssea é um exame em que é injetado pela veia uma substância radioativa, um radiofármaco que se distribui nos ossos. Este exame é utilizado para detectar metástases ósseas de cânceres da próstata.

Como é feita a cintilografia óssea?

A cintilografia óssea é feita com a injeção pela veia do radiofármaco. Depois de receber o radiofármaco, o paciente pode voltar para casa, regressando cerca de 2-4 horas depois, dando tempo ao radiofármaco para se distribuir.

Normalmente, o exame dura entre 30-40 minutos e o paciente não necessita de jejum, nem ter nenhum cuidado especial.

Neoplasia de próstata e PET-CT

O papel da PET-CT ainda é limitado na avaliação do tumor primário, estadiamento linfonodal e metastático inicial e recidiva bioquímica. Porém já tem eficácia comprovada na avaliação de resposta a terapia, principalmente após terapia de bloqueio hormonal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>